31 de maio de 2018

Vagas para Procurador no município de Serra Talhada-PE. Remuneração de R$2.200,00

Trata-se de um concurso público que visa preencher 2 vagas na Procuradoria do Município citado.

Não é preciso muito para se candidatar a uma, das duas vagas oferecidas pela Prefeitura Municipal de Serra Talhada, município distante da capital (Recife), 414 kilômetros.

Basta ser Advogado e ter 1 ano de prática forense (leia-se, tempo trabalhado como Advogado - estágio não conta) e, é claro, pagar uma "taxinha" insignificante de R$ 100,00 (cem reais) para efetuar a inscrição. Para conseguir a isenção da referida taxa você poderá alegar a vigência da Lei 13.656/2018(¹), ou que é "pobre de marré deci" (em outras palavras, está desempregado e/ou é inscrito no CadÚnico do Governo Federal - recebe alguma bolsa social).

O conteúdo é bastante simples, quando comparado a outros concursos de Procurador Municipal e assemelhados. Também não poderia ser algo muito complicado; afinal, para uma remuneração de R$2.200,00 não dá para exigir muito. 


Concurso Serra Talhada
Procurador Municipal


Nos conteúdos específicos aparecem apenas Direito Constitucional, Administrativo, Processual Civil, Direito Financeiro, Bases Profissionais do Serviço Público e Informática. No conhecimento básico: Língua Portuguesa, Matemática e raciocínio lógico (uma surpresa para mim, as duas últimas). Geralmente concurso da área jurídica (Procuradores, Advogados, MP, e categorias assemelhadas, não costumam exigir Matemática e raciocínio lógica). 

Falo isso com "certa" convicção porque leio muitos editais da área e até de outras - dois de meus blogs tem página específica para divulgação de concursos, dessa forma, acabo me inteirando do que há ou não, nos conteúdos programáticos de diversos certames.

Caso consiga aprovação neste (como na maioria dos concursos de nível  superior), é interessante que o candidato, previamente, possua algum título; aprovados que não tem nenhum sempre acaba perdendo posição na hora do desempate.  

Por isso um conselho: nunca deixe de estudar, de se preparar - o mundo é dos que tem título (mesmo que não saiba nada - e um autodidata saiba mais que você; você ficará com a vaga se tiver o título).  Mas, veja bem, HÁ exceções: Meu marido conseguiu aprovação em 2 concursos, com nota tão surpreendente, que ninguém; mesmo o segundo colocado com título de Doutor, conseguiu ultrapassá-lo!  No entanto, um aviso: nunca leve em conta as exceções (o mundo vive de regras)!

Citar exceções como se fossem regras é falacioso: "Ah, fulano passou em um concurso difícil sem estudar"; Ah, fulano é negro, passou em um concurso dificílimo e nem precisou das cotas"; etc.

São formas de comprovar algo com evidências insuficientes (é a tal da falácia da generalização apressada).

*É bacharel em alguma área do conhecimento? Seja perito - estude com o melhor e obtenha um título para exercer uma das profissões mais emocionantes do mercado.

*Está com problema para conseguir aprovação no Exame da Ordem? Conheça esse curso - ele seguramente te ajudará, e muito!  Se não gostar tente este AQUI!

Agora citarei algo que pode até parecer falacioso, mas, infelizmente não é: geralmente as Prefeituras, especialmente as de interior, oferecem aos Advogados remunerações "insignificantes", para representar o município. Lamentavelmente a condição de nossa categoria não é das melhores, por isso, muitos de nós acaba se submetendo a esses despautérios e até por piores salários, candidatando! 

Em concursos como este aparecem centenas de Advogados dispostos a se candidatar (veja aqui um concurso com menor salário).

Aparecerão leitores dizendo que são 30 horas semanais (6 diárias), que dá para aceitar, afinal seria uma oportunidade de fazer o nome na cidade e conseguir novos clientes futuramente e, inclusive, na parte que sobra do dia, atuar no magistério ou mesmo como Advogado em escritório particular. 

Por outro lado, talvez tenham razão - talvez, e só TALVEZ, seja por isso que tantos acabam se interessando por esse tipo de vaga! 

Enfim; a crítica acaba sendo a seguinte: por que eu deveria passar anos e mais anos a estudar, fazer pós, mestrados e doutorados (sequer gosto de ler, escrever e estudar), se, quando formado, receberei tão pouco?

Será que vale a pena o sacrifício de me graduar (e pós-gra...) em Direito e depois ser remunerado com apenas R$ 2.200,00 reais por mês? Ou, será que seria interessante seguir, somente pela vaidade de um "apelido" de Doutor?

Há que ter paixão de sobra; só por muito amor pela profissão isso vale a pena - já que tenho uma irmã que acaba de fazer técnica em enfermagem e está recebendo um salário mensal de R$ 1.800,00 ao mês, mais insalubridade ( e é técnica, 2 anos de curso). Tenho um conhecido que é Técnico em Segurança do trabalho em Fortaleza, no Pecém; a remuneração dele é de R$ 5.200,00 reais ao mês em uma empresa privada, com vínculo público (teve seleção para entrar); para exercer essa profissão fez curso de 2 anos na referida área.

Agora se você é um apaixonado, eu só tenho que "tirar o chapéu" para você; afinal, como disse uma nova amiga que fiz: "advogar e vencer é para poucos"! rsrs

Caso não seja um apaixonado pela carreira jurídica, caso pense que essa é uma profissão para ficar rico o meu conselho é: esqueça!  Pare de estudar agora, pois está perdendo seu tempo!  Acima citei exemplo de profissões bem mais vantajosas que não exigem tanto sacrifício do estudante (isso, pelo menos em se tratando de tempo -serão apenas 2 anos de "sacrifício com os livros" e algumas qualificações, de vez em quando).

* Centro do Concurseiro sempre ajudando você a conseguir um cargo público - conheça sem compromisso AQUI

*Audiência em vídeo aulas práticas AQUI, ou um e-Book que facilita a vida do ADV. Trabalhista AQUI

Para encerrar este "bate papo ao avesso" gostaria de parabenizar a todos os que, com sacrifício ou não, terminam o curso e exercem, sem se importar o quanto receberão pela contraprestação do serviço - esses são dignos de aplausos, com certeza serão ou são, excelentes profissionais, pessoas que jamais farão jus às piadas de mal gosto que giram em torno da profissão, Advogado!

Por Elane F. de Souza (ADV, Articulista e Administradora deste e de outros blogs, além da pg do facebook Diário de Conteúdo Jurídico).

Créditos/imagem: retirado do edital do concurso de Serra Talhada 
Postar um comentário

NEWSLETTER - SUBSCREVA

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner